segunda-feira, 1 de abril de 2013

AMOR SEM FIM CAPITULO 4

— Disse não, não lhe dou licença — respondeu Joseph calmamente, enquanto retirava a xícara da bandeja que ela segurava, com as mãos petrificadas. Deixou a xícara em uma das prateleiras do local e voltou a encará-la.

— Quero que fique e converse um pouco comigo.

— Conversar? — repetiu Demi, confusa, esforçando-se valentemente para recobrar a concentração. — Ah, claro, obviamente, o senhor quer saber o que estou fazendo aqui.

— Isso, já pude concluir por conta própria — murmurou Joseph, com um tom divertido e sensual de homem acostumado às investidas femininas.

Desconcertada com a resposta, Demi ruborizou-se e arregalou os olhos.

— Tenho certeza que o senhor não tem dúvidas que sou a única culpada pela apresentação não poder ter ido adiante.

Joseph envolveu uma das mãos na de Demi, brincando com seus dedos trêmulos e frios, em um gesto relaxante.

— Está muito nervosa.

Parecia que ela ia desfalecer. O calor da mão dele, o roçar macio dos dedos sobre a parte inferior de seu pulso, provocavam pequenas contrações em seu corpo. Apesar de surpresa pelo toque inesperado, também estava encantada. Não tinha dúvidas que ele não mantinha segundas intenções com aquele contato físico, ainda assim encontrava dificuldade em respirar.

— Foi por isso que tropecei ontem.

Joseph levantou a manga da camisa, deixando à mostra o relógio caro e chamativo.

— Em dez minutos você não será mais minha funcionária — ele anunciou. — Terei que esperar tanto assim para beijá-la?

Os olhos verdes de Demi arregalaram-se ao limite máximo. Ficou perplexa com a pergunta.

Terei que esperar tanto assim para beijá-la ? Ele estava dizendo que a achava atraente e tal revelação a deixou aturdida. Ele sentia o mesmo que ela? A alegria a invadiu e espantou uma de suas maiores virtudes: a prudência. Porém, estava tão tensa que os músculos doíam, literalmente.

Joseph se aproximou com a habilidade de um profissional, mas no íntimo estava ciente do desejo que corria com muito mais força e ardor do que estava acostumado. Notou que seus dedos longos e morenos vacilaram ao tocar os ombros dela. Foi um sacrifício conseguir dominar o intenso desejo que o assomou de deixá-la para junto de seu corpo. Gostou da evidente dilatação das pupilas dela e do gemido surdo que ela soltou quando ele ergueu uma das mãos para soltar o rabo-de-cavalo que caía sobre a nuca de Demi.

— Meu cabelo... — disse ela, surpreendida. Não tinha muita noção das palavras que exprimia naquele instante, pois estava nervosa e ansiosa demais para formular um único pensamento, muito menos uma frase que fizesse sentido.

Joseph puxou com delicadeza os longos cabelos para a frente, fazendo com que emoldurassem seu rosto triangular. O sensual contraste entre os fios acobreados e a textura perfeita da pele de Demi o deleitavam.

— É magnífico... deveria deixá-lo sempre solto.

— Ia ficar caindo em cima de mim — murmurou ela com uma risada nervosa.

— Pois eu quero que caia em cima de mim.

Joseph entrelaçou os dedos sobre as madeixas luminosas e inclinou o rosto orgulhoso. Demi mal podia esperar que ele a beijasse, e a ansiedade a constrangeu. Não era algo decente e sensato estar tão desesperada por um beijo, mas o sentimento era mais forte que a razão. Bem na altura dos quadris, sentia uma pressão tão forte e quente que mal conseguia manter os pés parados. O coração batendo forte dentro do peito e a respiração a traíam. Quase que imperceptivelmente, inclinou-se para a frente.

Lentamente, Joseph passeou com a ponta da língua por todo o contorno carnudo e delicioso dos lábios de Demi, e ela gemeu. Depois, roçou a abertura da boca, incendiando-a. Demi estava nas nuvens, mas tentou conter a vontade louca de corresponder à altura. Fechou as mãos em uma atitude desesperada para não perder o controle sobre si mesma. O corpo estava rígido, bem como os bicos dos seios. Tudo estava dormente. Queria abraçá-lo, mas não podia permitir isso.

— Poderia devorá-la agora mesmo — sussurrou Joseph. Os olhos estavam mareados de desejo. Levou uma das mãos até a cabeleira ruiva dela, puxando sua cabeça para trás.

A adrenalina pulsava nas veias de Demi. Ao fitá-lo, sentiu a euforia invadindo-a.

Com a boca sedenta, ele beijou a pele delicada do pescoço de Demi, provando cada centímetro com uma habilidade decidida e sensual que a fez gemer. Com a outra mão, pegou-a pela cintura, pressionando-a contra o corpo forte e esbelto. Quando finalmente buscou os lábios rosados e maduros de Demi, ela já perdera o controle, desesperada por aquele beijo.

— Você é incrível — disse ele com a voz grave.

— Você também...

Demi o olhava com seus olhos verdes brilhantes, assombrada com a forte atração que sentia existir entre os dois. Não fazia sentido, mas havia um sentimento de conectividade. Perdeu o equilíbrio, pois estava tonta e as pernas, bambas. Por um instante lembrou dos outros homens que havia beijado. Não sentira nada parecido à satisfação que sentia agora, e na maioria das vezes, as experiências tinham sido embaraçosas.

— Sabia que seria — declarou Joseph com convicção, curvando-se e a envolvendo pela cintura, e erguendo-a sem nenhuma dificuldade.

Demi deixou escapar um gritinho seco com a atitude inesperada dele.

Quando a beijou novamente, ela acariciou os cabelos macios dele e abriu os lábios para que a língua de Joseph a explorasse. O mundo começou a girar espalhando uma bruma de excitação multicolorida. Demi estremeceu violentamente e ele a apertou os braços antes de deitá-la em uma superfície. Demi olhou desconcertada ao redor e se viu em um quarto, deitada em uma cama. A insegurança e o pânico a paralisaram.

Joseph pousou os dedos sobre o queixo delicado de Demi para que ela percebesse a cativante força de seu olhar.

— Quero você, glikia mou.
 
 
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
E agora o que vai acontecer hein? acho que  próximo será um HOT aliás tenho certeza e agora as coisas vão esquentar, eu não sei mas me parece que estão gostando da história o que me deixa muito animada, então mais tarde posto o próximo capitulo, o que acham?  

7 comentários:

  1. Annnw quee lindo hoje tem mais capitulo, poosta logo, vc tem razao estamos gostando dessa história, bom pelo menos eu. Posta logo, beijos.
    C. Shay

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE BOM QUE VC ESTÁ GOSTANDO E COMENTANDO
      E JÁ POSTEI!

      Excluir
  2. Esse Joe em minha vidaaa... Eu comeria sem dó !! (LOL)
    Capitulo Otimo

    ResponderExcluir