terça-feira, 25 de junho de 2013

CAPÍTULO 30


Joseph olhou para onde Demi estava sentada de pernas cruzadas no chão, com papéis ao seu redor. Para sua surpresa, eles haviam trabalhado juntos até tarde na noite anterior e, quando ele fora para seu escritório nessa manhã, Demi já estava lá, trabalhando no que começou na noite anterior.
Nas últimas semanas, ele testemunhou o quanto o aborto a arrasou. E sentia culpa, juntamente com outra emoção que não queria analisar. Tinha feito o possível para lhe dar espaço. Mas as questões permaneciam... muitas questões. Assim como a revelação perturbadora de que não queria que ela fosse embora.
Demi estava vestida de preto, os cabelos presos no topo da cabeça por um lápis. Manuseando papéis, parecia concentrada. De vez em quando, acariciava Doppo distraidamente, que estava deitado perto, olhando-a com adoração.
Enquanto Joseph a observava acariciar a cabeça de Doppo, soube que queria sentir a mão dela sobre si, acariciando-o. Moveu-se desconfortavelmente, e viu as costas de Demi enrijecerem. Ela também estaria consciente dele?
Demi ouviu a cadeira de Joseph mover-se atrás de si. Então ele apareceu em sua linha de visão e ela olhou para cima, antes de levantar-se também. Ele inclinou-se sobre a mesa e cruzou os braços. Demi preparou-se para o que viria.
Então, se você não foi à faculdade, como conseguiu um diploma?
Através da Universidade Aberta, estudando em casa... Taylor não aprovava que eu frequentasse a faculdade.
E você sempre fazia o que seu irmão lhe dizia? perguntou ele, em tom zombeteiro. Não acredito muito nisso... apesar de ver a lógica. Sem dúvida, você era muito mais útil para ele sem uma faculdade atrapalhando sua agitada vida social.
Demi fechou as mãos em suas laterais. Tinha feito o que seu irmão mandava por não ter escolha... a menos que preferisse ficar sem teto nas ruas de Londres desde os 16 anos.
Eu já lhe disse que minha vida com meu irmão não foi como você imagina.
E como foi então, Demetria? Quantas herdeiras iludidas você e seu irmão convenceram de que ele amava, de modo que pudessem explorá-las?
Dor a percorreu. Como podia ter esquecido que, quando estivesse forte o bastante, Joseph voltaria a persegui-la. Ela virou-se para partir.
Eu não tenho de ouvir isso...
Mas ele moveu-se rapidamente e segurou-lhe o braço, fazendo-a arfar pelo contato. Joseph a virou e Demi viu a mão dele erguida. Reagiu em reflexo, encolhendo-se e abaixando a cabeça. Então congelou, ofegando.
Acha que eu bateria em você? A voz dele soou horrorizada.
Demi tremeu e olhou para cima. Meneou a cabeça com fraqueza. Percebia agora que ele ergueu a mão para firmá-la.
Não replicou ela. Eu não sei o que...
Alguém bateu em você. Foi Valderrama?
Demi não podia entender o brilho furioso nos olhos dele. Balançou a cabeça novamente.
Quem bateu em você, Demetria?
Por que você se importa? perguntou ela, não querendo que ele visse seu lado vulnerável. Ninguém sabia sobre aquilo. Nem mesmo Rob ou Barney. Ela sentia vergonha disso, de sua fraqueza.
Conte-me, Demetria.
Então ele fez algo a que ela não podia contra-atacar. A mão que segurava seu braço começou a acariciá-la gentilmente. Demi tremeu e o olhou. Joseph não desistiria. Ela abaixou a cabeça de novo e falou num sussurro:
Taylor. Às vezes, quando ele estava bêbado, me batia, Eu quase sempre conseguia me esquivar... mas, às vezes...
Joseph praguejou e soltou-a. Imediatamente, Demi pôs distância entre os dois.
Como eu falei, nem tudo foi como parece.
Eles se entreolharam por um longo momento, até que Lúcia apareceu à porta e anunciou:
Signore Jonas está no terraço, esperando Demetria...
Xadrez. Ela olhou para Joseph, mas a expressão no rosto dele era ilegível. Eu prometi ao seu pai uma partida de xadrez esta manhã. Olhou para os papéis no chão, a evidência das falcatruas de seu irmão a enojando. Mas eu posso ficar aqui...
Não. Agrade meu pai. Eu arrumo os papéis.
Joseph passou uma mão pelos cabelos depois que Demi saiu da sala. Com todas aquelas contradições, ela o fazia se sentir estranhamente vulnerável. E essa era uma emoção que ele não gostava. Um sentimento que quase o devastou uma vez, e ele não permitiria que voltasse agora.

 -------------------------------------------------------------------------------------
Entãoooo nesse momento estou em casa furiosa com meu namorado que está rindo da minha cara, porque? acabei de chegar do meu terceiro pior pesadelo.... dentista, morro de medo de dentista, e estou aqui pálida e nervosa porque vou ter que arrancar meu dente do siso e detalhe tenho ATM quero ver como o dentista vai fazer isso sem deslocar minha mandíbula ou sem me causar mais dor do que acho que vou sentir já que nunca arranquei um antes , MEU DEUS , meu pesadelo n° 1 é boneca e o n° 2 é boneca que pisca e fala.
Pois é Juh Lovato também adoro racha acho fantástico, adoro adrenalina, mais quando fui pega pela policia que meu pai foi me buscar acho que queria morrer na hora, e ele quase realizou meu desejo, nunca tinha levado tanta bronca na vida, acho que vivemos só uma vez e temos que aproveitar..       

    

15 comentários:

  1. Também tenho pavor de dentista (eles me assustam), já de boneca não tenho não, já tive boneca que andava, que falava, que fazia xixi, uma que mamava na madeira resumindo tive de vários tipos de bonecas.Já até fui um em uma apresentação e dança quando tinha 10 anos.

    BOOM

    Vou falar do capítulo agora... Não tenho muito o que falar dele, a não ser que está ótimo.

    Posta maiiisss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é Fernanda cada louco com suas manias, esse medo é de infância e nem minha psicologa me afasta dele, tenho uma irmanzinha de 7 anos e ela tem várias bonecas no quarto dela e quando chateio ela, ela usa as bonecas como armas e me expulsa rapidinho da casa da minha mãe.
      E acho ótimo que esteja gostando.

      Excluir
  2. tô esperando por mais
    amanha vou ser a primeira a ler.
    hehehehe
    quem fez algo com o joseph?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já postei , vamos ver se será a primeira.

      Excluir
    2. há e quem maltratou Joe foi uma pessoa importante na vida de qualquer um pelo menos eu acho.

      Excluir
  3. aaamei, ta perfeito, sei que to meio sumida, mas voltei a trabalhar, agora fico o dia todo fora, mas to acompanhando o Blog, só to sem tempo pra comentar, mas sempre que eu conseguir estarei comentando... posta maaaaais *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. entendo perfeitamente, também estou numa rotina de matar, mas sempre será bem vinda quando poder comentar.

      Excluir
  4. vc postou 2 cap hj ...ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bommmm, porque agora será apenas um por dia ;)

      Excluir
  5. Adorei :)))))))))
    Meu Deus, como eu não achei a tua fic antes?! Tipo assim, ta muito perfeita. Eu achei o blog hoje e já li a história toda.
    Na boa, AMEI essa fanfic.
    Já estou seguindo. Não demora pra postar não, por favor :))))

    Beijs, :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. seja bem vinda, saiba que sempre acompanho suas fics e acho fantásticas, espero lhe ver mais vezes comentando aqui.

      Excluir
  6. Amando essa história haha
    posta logo <3

    ResponderExcluir