segunda-feira, 17 de junho de 2013

CAPÍTULO 20

Quando eles chegaram ao apartamento, Demi virou-se a fim de ir para seu quarto, mas ele parecia estar bloqueando o corredor com sua enorme presença dominadora. Ela deu um passo atrás, querendo que ele se movesse.
Eu vou dormir...
Por que ela estava subitamente ofegante? Uma onda de eletricidade pareceu passar entre os dois, e, do nada, veio a consciência de algo tão erótico que Demi sentiu que devia fugir... depressa. Entretanto, não conseguia se mover, presa pelo olhar inescrutável de Joseph. Ele estendeu o braço e ergueu-lhe o queixo, olhando para sua boca. O coração de Demi bombeou freneticamente no peito. Ele não ia...
Joseph abaixou a cabeça, e Demi percebeu que ele ia realmente beijá-la. Mas, antes que os lábios dele tocassem os seus, ela teve uma reação visceral. Não podia arriscar aquela rejeição novamente... que ele pudesse virar o rosto para não beijá-la na boca. Não quando queria tanto ser beijada. Desespero a inundou. Nada mudara. Ela pôs as mãos no peito largo para empurrá-lo, e virou a cabeça, de modo que a boca de Joseph tocasse seu rosto. Mesmo isso destruiu seu equilíbrio.
Ele rodeou-lhe a cintura, puxando-a para mais perto, e Demi arfou, calor a inundando. Olhou-o e notou que o maxilar de Joseph estava tenso.
Teve ciência da ereção masculina contra seu corpo e da umidade de desejo em resposta entre suas pernas.
Não disse ela com firmeza. Não permitirei que faça isso. Eu não quero você.
Mesmo enquanto falava, Demi sabia que estava mentindo. Queria-o mais do que qualquer coisa.
O olhar de Joseph moveu-se para seu pescoço, depois para seu ombro. A pele de Demi formigava onde aqueles olhos descansavam. Então, ela o sentiu deslizar a alça de seu vestido pelo seu ombro e ao longo do braço.
Demi tentou usar as mãos para detê-lo, mas elas estavam presas contra o peito sólido.
Ele abaixou a cabeça e traçou beijos pelo seu ombro, descendo ainda mais a alça, puxando o vestido para baixo e começando a desnudar um dos seios.
Joseph, por favor... não.
— Joseph, por favor... sim. — A voz dele soava gutural. — Não minta para si mesma, Demetria. Pode mentir para mim, mas não para si mesma. Você quer isso tanto quanto eu.
Ela balançou a cabeça para negar, apesar de saber que estava mentindo para si mesma. Arfou quando seu seio foi desnudado completamente, o modelo eliminando a necessidade de um sutiã. Joseph segurou-lhe as mãos em uma das suas, olhando-a como se a desafiando a detê-lo.
Demi não conseguia se mover, pensar ou falar.
Com um brilho triunfante nos olhos, ele baixou a cabeça, fechando a boca em um dos bicos, já rijo e suplicando pelo toque dele, por sua língua. Demi percebeu que a parede a estava apoiando quando tombou contra a mesma, fechando os olhos e ofegando.
Ao registrar a óbvia excitação dela, o desejo de Joseph aumentou. Ele sabia que não estava longe de acabar de despi-la e possuí-la ali, de pé contra a parede. Com um esforço supremo, parou e afastou-se, rapidamente ajeitando o vestido para esconder a visão daquele seio deleitável.
Olhos brilhantes o fitaram de maneira acusadora, e ele finalmente a soltou e deixou-a se afastar da parede. As pernas de Demi tremiam, e a pulsação sob a pele clara do pescoço lhe Informou sobre o desejo dela por ele.
Joseph estendeu a mão e puxou-lhe a alça do vestido que caíra. Ela se encolheu, causando-lhe raiva.
Amanhã nós estaremos casados, e esse será um casamento apropriado. Na cama ou fora dela. Haverá alguma recompensa para mim nesse casamento, Demetria. Eu não vejo a necessidade de procurar amantes quando ambos sabemos como nossa química é poderosa... pelo menos, até que nosso desejo se esgote, o que sem dúvida acontecerá.
Demi lutou para reencontrar o equilíbrio. Não podia acreditar no que deixara acontecer, na sua falta de controle.
Vá para o inferno, Joseph. Eu não o deixarei chegar perto da minha cama.
Bravas palavras, Demetria murmurou ele sedosamente. Acho que acabamos de provar como elas são vazias.
E ele virou-se e saiu, deixando-a ali, com o corpo doendo pelo desejo insatisfeito.


 --------------------------------------------------------------------------------------
Tá ai, postando mais cedo porque estou em casa, mais já estou de saída novamente, espero que gostem e agora Demi vai sofrer um pouquinho mais, porque? esperem pra ver.   

6 comentários:

  1. posta outro. ):
    pelo amor de Deus eu preciso de um hot.

    ResponderExcluir
  2. faz ela sofrer, mas depois faz o Joe se arrepender amargamenteee :)

    ResponderExcluir
  3. Aaaaaaaaa q fic.

    Postaaa logooo pleaseee

    ResponderExcluir
  4. *o* postaaaaaaaaa rapidoo taa demaiss*___*

    #VerásQueUmFilhoTeuNãoFogeALuta

    ResponderExcluir