domingo, 23 de junho de 2013

CAPÍTULO 26



Demi estava tendo um pesadelo. Sabia que estava sonhando, mas não conseguia acordar. Finalmente, como se escalando através de camadas de cobertas sufocantes, libertou-se e despertou, sentando na cama com uma dor aguda no abdômen e suor escorrendo pelas costas. Estava gritando com a intensidade da dor, não conseguindo conter-se. Houve uma batida na porta.
Demetria? O que está acontecendo? perguntou Joseph. Demi tentou falar, mas uma pontada de dor roubou-lhe as palavras. Um gemido escapou de sua boca, enquanto ela ouvia a maçaneta da porta chacoalhando. Tentou novamente:
Eu não consigo... Não sei o que... oh,
Outra pontada a fez se dobrar na cama, e foi quando ela sentiu que estava molhado entre suas pernas. Levantou as cobertas e olhou para baixo. Mesmo no escuro, pôde ver a mancha escura de sangue. O bebê.
Demetria, abra a porta. Por que diabos você se trancou aí? Demi tentou pôr as pernas para fora da cama, sabendo que era muito importante que chegasse à porta e a abrisse. Mas, quando se levantou, todo o sangue pareceu esvair-se de sua cabeça. O quarto girou, transformando-se numa escuridão bem-vinda, em que não havia dor, nem Joseph gritando com ela.
                                      ******
Sei que não é muito consolo, mas isso é bastante comum, especialmente nos primeiros meses de gravidez, como sua esposa estava.
A menção do médico de "sua esposa" mexeu com alguma coisa profunda no interior de Joseph. Ele tentou reprimir o pânico ainda fresco em sua memória, de quando tinha arrombado a porta do quarto e visto Demi deitada no chão, parecendo sem vida.
Tem certeza de que ela está bem? Quero dizer, não há nada errado com ela?
O médico meneou a cabeça.
Absolutamente nada. Mas, psicologicamente, levará um tempo para que ela supere isso. Nunca é fácil lidar com um aborto, por mais no começo que a gravidez esteja.
Uma estranha emoção envolveu Joseph.
Como...? Por que isso...? O médico sorriu gentilmente.
Por que isso aconteceu? Ele deu de ombros. Há muitas razões possíveis, e talvez esta gravidez simplesmente não fosse para ser. E é mito que sexo pode provocar um aborto, portanto, não se culpe por isso. O médico sorriu, fazendo Joseph parecer uma fraude. Eu sei que vocês são recém-casados... ela devia estar passando por algum tipo de estresse extremo para provocar um resultado como este...
       Demi  abriu os olhos e fechou-os em seguida quando a luz os atingiu dolorosamente. Ouviu um movimento ao lado da cama e tentou abri-los novamente. Não sabia bem o que estava acontecendo.
Demetria? Como você está se sentindo?
A voz de Joseph. Ele soava quase gentil. Ela tentou falar, e sua voz saiu estridente:
Por que você parece tão gentil de repente? E então escuridão envolveu-a mais uma vez.
Quando Demi acordou, bem mais tarde, tudo estava mais claro. Lembrou-se de Joseph gritando para que ela abrisse a porta... Abriu os olhos por um instante e levou as mãos à barriga.
Então Joseph estava ao seu lado, as mãos sobre a cama. Demi olhou para cima, tomada por uma terrível sensação de vazio.
O que aconteceu?
A expressão de Joseph era velada, mas não dura ou sarcástica.
Lembra-se de ontem à noite?
Eu me lembro de cólicas... depois me lembro de ter andado e visto... Ela parou, recordando-se do sangue. Olhou para Joseph. O bebê...
Ele meneou a cabeça.
Nós perdemos o bebê, Demetria. Sinto muito.
Nós. Ele dissera nós... quase como se tivesse desejo por aquele bebê tanto quanto ela.
Uma dor profunda envolveu Demi, tão aguda que ela não sabia se conseguiria suportar. Sua voz tremeu com a força da emoção:
Saia daqui, Joseph. Saia.
Demetria...
Você é a última pessoa do mundo que eu quero ver ou com quem quero falar agora, Joseph. Saia.
Ele não se moveu por um longo momento, e Demi rezou para que ele fosse. Precisava ficar sozinha.
Quando ele finalmente partiu, ela virou a cabeça para a parede oposta e chorou pelo bebê que tinha sido concebido contra todas as probabilidades. Mas sabia que também estava chorando por alguma coisa muito mais perturbadora. Estava tudo acabado. Joseph Jonas não hesitaria em expulsá-la de sua vida agora. E Demi chorou ainda mais ao reconhecer que viver com Taylor não lhe ensinara nada sobre se valorizar... Porque, como podia se sentir tão arrasada por romper uma conexão tão tênue com um homem que a desprezava?
Joseph andava do lado de fora do quarto de hospital de Demi, como se isso ajudasse a acalmar os sentimentos que ameaçavam implodir em seu interior. O jeito como ela o olhou há pouco o devastou, banindo qualquer dúvida que ele pudesse ter sobre se o bebê era ou não seu. Agora, quando finalmente não podia mais negar que acreditava que seria pai, era tarde demais.
Uma emoção o percorreu, abalando-o com sua força, porque ele a esteve reprimindo. Era a mesma sensação de impotência e raiva que experimentou ao olhar para o corpo morto de sua irmã. Era dor. E, por um segundo, inundou-o como uma onda gigante, ameaçando destruí-lo. Ele não tinha aceitado seu próprio bebê.
E, ainda mais perturbador, era a necessidade que sentia de retificar o que havia acontecido, a fim de restaurar o equilíbrio. Tal sentimento o pegou de surpresa e o abalou mais do que qualquer outra coisa, porque, pela primeira vez, teve de admitir um anseio por alguma coisa que sempre negou.
As palavras do médico lhe voltaram à mente: ela devia estar passando por algum tipo de estresse extremo para provocar um resultado como este.
Sua esposa. Seu bebê. Sua culpa.

 ------------------------------------------------------------------------------------------
Pois é ela perdeu o bebê e agora Joseph vai provar um pouco do gosto do arrependimento , mas logo ele fica chato de novo, Demi vai sofrer mais claro, mas ainda vai correr muita água debaixo dessa ponte. Comentem!  

11 comentários:

  1. posta outro ):
    pfvrrrr
    tadinha da demi.
    espero que o joseph pague.

    ResponderExcluir
  2. em prantos aqui......

    ResponderExcluir
  3. muito emocionante ... e agora co ficam os 2?

    ResponderExcluir
  4. e agora? tem mais p hj né?

    ResponderExcluir
  5. posta maisssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  6. euu queroo te mataaaaaaaaaaaaaaaaaa , tadinha da demi gente *o*

    ResponderExcluir
  7. Q INTENSO ESSE CAP.....ESTOU EMOCIONADA....E ANSIOSA PELO PROXIMO,AINDA HJ NÉ,?

    ResponderExcluir
  8. posta logoooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. s palavras estou em choque ......coitada da demi

    ResponderExcluir
  10. postaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!pfv

    ResponderExcluir