domingo, 23 de junho de 2013

CAPÍTULO 27





 Demi estava reprimindo tudo, exceto o sentimento de perda em seu interior. O médico explicou que não havia nada que alguém pudesse ter feito. Aquele era o tipo de coisa que acontecia, e ela poderia ter uma gravidez normal e saudável assim que ela e seu marido quisessem tentar novamente.
A dor aumentou com o pensamento de tal cenário e como uma parte sua secreta se sentia ambígua em relação a isso. Ela estava andando pelo quarto, arrumando sua pequena mala. Depois de alguns dias se recuperando no hospital, Joseph a levou para casa, pouco tempo atrás. Ele tentava falar com ela nos últimos dias, mas ela o bloqueava. Já havia passado por sofrimento demais, e não suportaria vê-lo com pena dela.
Sentia-se arrasada pelo pequeno ser que perdeu. Assim que tinha descoberto sobre a gravidez, foi tomada por um amor muito grande. Um amor tão forte por seu bebê que a fez ir confrontar Joseph... o maior erro que já cometeu.
Demi sentou-se na cama por um momento. Sua gravidez a impulsionou  a procurar Joseph. Mas, subitamente, a alternativa, não ter descoberto que estava grávida e não ter tido um motivo para procurá-lo, encheu-a de uma dor inexplicável.
Naquele exato momento, Joseph abriu a porta e entrou. Olhou para a mala sobre a cama.
O que você está fazendo?
Demi tinha quase acabado, então se levantou e começou a fechar o zíper da mala.
O que parece, Joseph? Eu estou indo embora. Não há mais razão para esta farsa...
Demi...
Demi virou-se, subitamente furiosa.
Não fale meu nome assim.
Ele deu um passo à frente, e Demi precisou de toda sua força de vontade para tentar detê-lo. Ela ergueu uma mão.
Por favor, não. Ela deu um passo atrás, parando quando sentiu a cama atrás de seus joelhos.
Joseph continuou se aproximando, uma expressão intensa no rosto. E, então, estava tão perto que ela podia sentir seu  cheiro, sentir o calor dele envolvendo-a, e a concha frágil que mantivera ao seu redor desde que saiu do hospital rachou-se. A emoção irrompeu num soluço estrangulado e tudo ficou nublado quando lágrimas inundaram seus olhos e escorreram por suas faces.
Antes que ela pudesse desmoronar, Joseph estava lá, envolvendo-a nos braços como se nunca mais quisesse soltá-la.
Quando os soluços de Demi começaram a diminuir, ela percebeu que eles estavam sentados na beira da cama e que a camisa de Joseph estava molhada. Começou a se afastar. Para seu imenso alívio, ele a liberou. Demi não podia olhá-lo, e, do nada, ele lhe passou um lenço de papel. Ela enxugou os olhos.
Desculpe-me...
Não.
A veemência no tom de Joseph a fez olhá-lo.
Você não tem de se desculpar por isso, Demetria.
Ele se levantou e afastou-se, o corpo poderoso irradiando uma tensão quase palpável. Demi podia sentir que tudo estava mudando ao redor deles, o que a fez se sentir ainda mais nervosa do que já se sentiu com aquele homem. Joseph virou-se abruptamente, passando uma mão pelos cabelos.
Sou eu que devo me desculpar. Foi inteiramente culpa minha você ter acabado no hospital.
Demi meneou a cabeça.
Não, Joseph. O médico disse que o que aconteceu é muito comum. Não é culpa de ninguém.
Com isso, um sentimento estranho o envolveu. Não podia entender por que Demi não aproveitava aquela oportunidade para culpá-lo. Quando ela se dissolveu em seus braços, os soluços desconsolados tinham rompido alguma coisa em seu interior também, mas ele não pôde extravasar. Nem podia agora. Ter o corpo suave e flexível de Demi contra o seu lhe despertou um desejo feroz de protegê-la.
-------------------------------------------------------------------------------------------
Tá aí , espero que comentem bastante , até amanhã!

8 comentários:

  1. nao rola mais nenhum hoje? ): eu preciso ç.ç
    que meigo e triste ao mesmo tempo.
    joe precisa achar o coração dele.

    ResponderExcluir
  2. só o 28 e eu paro de pedir, pfvr. ):
    eu preciso saber o que vai acontecer, pelo menos uma parte.

    ResponderExcluir
  3. ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!!acabou!?

    ResponderExcluir
  4. posta mais um pleaseeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  5. owwwwwwwwwwn, finalmente ele ta aceitando, ou entendendo que AMA a demi =))

    tadinha =( não podia perder o bebê =(

    possssta logooo

    ResponderExcluir
  6. posta mais pleaseeed

    ResponderExcluir
  7. o joe devia sofrer mais isso sim, posta pfvr

    ResponderExcluir