sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

CAPÍTULO 5


Uma semana depois...
— Sexta feira! Aleluia! — Tommy batuca na porta aberta do meu escritório enquanto diz animadamente.
Eu desvio meus olhos dos papeis que estava organizando apenas por um segundo para olha-lo brevemente e depois volto meus olhos para os documentos.
— E aí, cara? Pronto para finalmente relaxar? — Ele diz parando em frente a minha mesa.
— Estou atolado aqui, mas boa diversão para você. — Digo.
— Vamos lá, Joseph. É sexta. Final de semana. Todo mundo está indo para aquela nova casa noturna que abriu mês passado. — Ele se inclina sob minha mesa e sussurra. — Ouvi um pessoal do RH que já foram lá e parece que rola de tudo, cara. É o paraíso dos solteiros.
— Talvez um outro dia. — Digo colocando os papeis na pasta.
Tommy se afasta e vai até a porta.
— Will? Will, vem cá! — Ele chama e volta a sua posição anterior, em frente a minha mesa.
Logo Will aparece na porta, seu cabelo já meio desalinhado e sua gravata frouxa.
— O que foi?
— O Joseph não está querendo ir com a gente ao Eros.
Will abre os braços e faz uma careta.
— O que é isso? Só porque foi promovido não anda mais com a ralé?
— Não é isso, vocês sabem disso.
— Então o que é? Vamos cara, você tem que ir. Vai ser divertido.
Reclino-me na cadeira muito mais confortável que a do meu outro escritório e encaro os dois homens a minha frente. Eles me olham com expectativa.
Passo a mão pelo rosto e decido que eles tem razão. Eu preciso me divertir.
— Tudo bem. Vamos lá. — Digo me levantando e pegando meu paletó pendurado no encosto da cadeira.
Tommy e Will sorriem e animados seguem para fora da minha sala.
Nós três e mais alguns outros caras do trabalho chegamos ao Eros, sem muita dificuldade finalmente conseguimos entrar.
O lugar é enorme e está cheio de pessoas. A musica é alta, a iluminação baixa e o ambiente abafado. Ainda bem que deixei meu paletó no meu carro. Seguimos para uma área onde não há tantas pessoas se empurrando e o som está abafado o suficiente para que consigamos conversar sem que precisemos gritar.
Achamos uma mesa grande o suficiente para caber todos e vamos nos sentar nela. Assim que sentamos uma garçonete com um vestido preto curto e justo vem nos atender.
— O que posso fazer pelo senhor? — Ela pergunta com uma voz sedutora e interesse nos olhos. Ela se inclina para frente um pouco ao fazer a pergunta, me dando uma bela visão do seu decote.
— Uísque, por favor. Puro. — Peço.
— Mais alguma coisa? — Sua voz quase um gemido.
— Não. — Ela me olha intensamente e assente.
Depois de pegar os pedidos ela se vira para ir e eu a acompanho com meus olhos. Sua bela bunda rebolando para um lado e para o outro, me deixando hipnotizado.
— Cara, você tem que me ensinar como você faz isso.
A voz de Will me tira dos meus devaneios sobre como seria ter aquela bela bunda montada em mim.
— Sério, abre o jogo, Joseph. Você já tem mulheres suficientes aos seus pés, não precisa de todas do maldito club.
Eu sorrio para ele e dou de ombros.
— Nasceu comigo, cara. É natural. Ou você tem ou não tem. — Digo desabotoando as mangas na blusa e dobrando até os cotovelos.
— Filho da puta. — Ele xinga e eu rio, nessa hora a garçonete gostosa chega e nos entrega nossas bebidas.
Ela coloca o copo a minha frente e num movimento que até poderia parecer casual, mas não é, ela passa a mão por meu braço. Ela sorri maliciosamente e novamente sai rebolando provocadoramente.
“Ela está pedindo! Talvez mais tarde...”
Pego meu copo preenchido até a metade com o liquido cor âmbar e tomo um gole.
Os minutos se passaram e agora, com certo nível de álcool no sangue, me sinto mais relaxado. Essa semana foi tão cheia que eu realmente estava precisando disso, fico feliz que Tommy e Will tenham insistido para que eu viesse, normalmente eu não recusaria um convite para a balada, mas estava tão cansado que eu só queria a minha cama. Mas pensando melhor, agora que estou aqui, talvez eu possa ir para minha cama porém com alguma companhia.
— Já estamos sentados aqui tempo demais. Hora de ir à caça, rapazes. Parecendo ler meus pensamentos, Will diz depois de tomar o último gole da sua bebida e se levanta.
Imitando seu movimento, levantamos e seguimos para a pista de dança.
Incontáveis pessoas mexem seus corpos ao som da batida contagiante da musica do DJ.
Vejo os caras se misturando a essas pessoas e procurando mulheres que estejam sozinhas. Eu não preciso disso, basta eu sentar no bar que elas vêm até mim, é só uma questão de tempo, sempre foi desse modo, eu nunca precisei correr atrás de nenhuma mulher.
Eu simplesmente fico parado e deixo que elas venham até mim, e elas sempre vêm.
Quinze minutos depois estou avisando Will que estou indo para casa, ele reclama que ainda é cedo mas eu, sorrindo maliciosamente, aponto por cima do meu ombro e assim que ele vê que eu não estou voltando sozinho, sorri também.
Volto até a mulher que veio falar comigo enquanto eu estava no bar e praticamente me implorou para leva-la para a cama. Até que é bonita, para relaxar deve servir.
— Vamos, linda? — Pergunto envolvendo sua cintura com meu braço.
— Claro.
Abro caminho e a conduzo para fora do Eros. O segurança rapidamente passa seus olhos pelas pernas da minha acompanhante e eu vejo um pequeno sorriso se formar no canto de sua boca.
Ela pode até não ser tão bonita de rosto, mas com certeza é gostosa e ter essas pernas envolta de mim vai ser uma maravilha.
Avisto meu carro a poucos metros de nós e apertando o botão na chave, desligo o alarme. Quando vou abrir a porta para que ela entre, algo chama minha atenção. Escuto uns gemidos e olho na direção de onde eu acho que eles vieram.
Olhando para o lado vejo dois caras com uma mulher no meio deles, eles estão beijando e lambendo o pescoço dela enquanto um deles está com a mão dentro da sua saia.
Apesar de excitante, desvio o olhar, afinal tenho coisas mais interessantes para fazer. Como por exemplo, eu mesmo enfiar a mão dentro da saia da gostosa ao meu lado.
Mas assim que eu desvio o olhar me sinto impelido a olhar de novo, tem algo me incomodando.
Olho de novo para o trio e tem algo errado ali. Estreito os olhos e olho-os com curiosidade, aquela mulher, eu já vi esses cabelos castanhos quase loiros antes.
Quando ela vira o rosto e posso vê-la melhor, meus olhos se arregalam e meu corpo gela.
“Demi? Mas que diabos...!”
Não pode ser, eu devo ter bebido demais. A Demi que eu conheço nunca estaria se agarrando com dois caras nos fundos de um club. Ela ainda é uma criança e aquela ali no meio dos dois caras com certeza não está fazendo algo que uma criança deveria fazer. Simplesmente não pode ser.
Demi deve estar em seu quarto no dormitório estudando para alguma prova, essa mulher deve ser alguém extremamente parecida com ela.
— Então, gato? Vamos? — Olho para a mulher encostada em meu carro.
Mas e se for ela? Não posso deixa-la aqui com esses caras se aproveitando dela.
— Só um minuto. — Eu peço e sem esperar uma resposta me dirijo com passos firmes até o trio.
Quando chego perto o suficiente para constatar que se trata mesmo de Demetria, eu paro em choque.
Não pode ser. A irmãzinha do meu melhor amigo tem a mão de um cara dentro da sua saia. Eu vi essa menina crescer pelo amor de Deus. Não posso deixar que isso continue.
A mão do homem mexe e Demetria solta um gemido alto.
“Já basta!”
— Ei, vocês! Larguem ela agora! — Eu digo furioso.
Os dois caras me olham curiosos, provavelmente se perguntando por que estou acabando com a diversão deles.

“Filhos da puta!” 

BOM POSSO ATÉ FAZER UMA MARATONA ... MAS PRA ISSO ACONTECER TEM QUE COMENTAREM MAIS, TÁ TENDO  POUQUÍSSIMO COMENTÁRIO ATÉ O MOMENTO. 

7 comentários:

  1. To amando a ficc! Desculpa n comentar, por 3g é foda! Posta logoo

    ResponderExcluir
  2. Kkkkklk como assim?? Demi safadinha
    Eu quero só ver o que vai rolar depois disso...
    Poooosta mais por favor e faz maratonha, eu necessito de maratona

    ResponderExcluir
  3. SCOR Demi piranhona kkkkk
    To jogada no chao
    Joe e tao mulherengo
    Quero saber o q vai acontecer mds eu to abzuhd no chao caralhoou
    Ta foda mds
    Posta Logo
    Xoxo

    ResponderExcluir
  4. Aaaah, posta mais !!!
    Qro maratonaa

    ResponderExcluir
  5. Caralho, a demi ta com fogo na ppk bshsbshz posta mais

    ResponderExcluir
  6. uhuuul, Joe bancando o herói kkkkk

    ResponderExcluir