terça-feira, 2 de julho de 2013

CAPÍTULO 38

Duas semanas depois, Demi respirou aliviada pela primeira vez desde que ela e Joseph haviam começado a dormir juntos. E a única razão para isso era que ele tinha ido para uma reunião emergencial em Roma. Ela estava tentando tão arduamente resistir a ele em todos os níveis, mas, quando ele a tocava... tornava isso impossível. Durante o dia, Demi conseguia manter distância. Mas, à noite, eles se tornavam insaciáveis em seu desejo. Assim que Joseph adormecia, Demi se levantava e voltava para seu próprio quarto. Sabia que aquilo o enfurecia. E, na noite anterior, quando ela tentou sair da cama, ele lhe segurou o braço, sussurrando com uma voz sonolenta:
Sem escape esta noite.
Demi tinha ficado deitada lá por um longo tempo, mas, quando o sol começou a nascer, conseguiu se desvencilhar do abraço e sair sem acordá-lo. Era uma vitória vazia, mas a expressão de Joseph, antes que ele fosse para Roma, disse que ela não escaparia novamente... e por isso Demi teria de persuadi-lo a deixá-la ir embora.
Estava determinada a lhe mostrar, quando Joseph voltasse de viagem, que ele não poderia mantê-la lá. Cada dia que se passava, Demi se apaixonava mais pelo lugar... por Silvio... por Doppo. Por Joseph.
Silvio estava lhe dando aulas de italiano, e Lúcia estava lhe ensinando algumas receitas tradicionais italianas. A ideia de pertencer a uma família já formada era tentadora, assim como perigosa demais. Sua vida não era assim. A vida de Joseph não era assim.
Ela precisava seguir em frente e recomeçar. E, apesar do fato, graças ao débito de Taylor, de que nunca teria a liberdade total pela qual ansiava, talvez, quando esse casamento falso acabasse, ela estivesse de volta em casa e arranjasse um emprego, e pudesse sentir um pouco de paz. Afinal de contas, as coisas que os tinham unido eram perda, incompreensão e sofrimento. E débito. Tudo que Demi precisava fazer agora era convencer Joseph a deixá-la ir.



O cansaço que Joseph vinha sentindo desde que entrou no avião que o levaria de Roma para Sardenha desapareceu magicamente quando ele dirigiu para dentro dos portões de sua propriedade. Já estava antecipando o encontro com Demi. Talvez ela estivesse na piscina... ou. brincando com Doppo na praia.
Ou talvez estivesse tirando uma siesta do calor. O pensamento fez seu próprio corpo esquentar. Ele consultou o relógio e andou para a porta da frente, tirando a gravata enquanto ia. Mas, quando entrou, algum sexto sentido lhe disse que ela não estava lá.
Naquele momento, a enfermeira de seu pai apareceu no hall. Ela era uma mulher maternal na casa dos cinquenta.
Ah, signore Jonas, se está procurando sua esposa, ela saiu... Ela deu uma pequena risada. Foi um pouco dramático, na verdade.
Pânico o fez gelar por dentro.
O que você quer dizer?
Oh, não há nada errado com Demi disse ela, percebendo o nervosismo de Joseph. É o cachorro... Nós estávamos no jardim, e ele de repente pareceu desmaiar... Lúcia e Tommaso tinham ido às compras, e eu não podia deixar seu pai, então Demi levou-o ao veterinário.
Alívio o inundou, deixando-o tonto. Era apenas o cachorro. Mas então o pânico retornou.
Você disse que ela o levou ao veterinário?
Sim. A enfermeira consultou seu relógio. Mas isso foi mais de três horas... Ela já deveria ter voltado.
Como ela foi para lá?
Eu ofereci meu carro a ela. Não estou com pressa... meu turno não acaba até...
Joseph não quis ouvir o resto. Largou tudo e correu para fora da casa, subindo em sua moto. Tudo que em que podia pensar era no terror no rosto de Demi naquele dia em Dublin, quando ela havia achado que eles bateriam o carro. Ela sempre ficava tensa dentro de um carro, até mesmo no banco de trás.
Joseph saiu da propriedade e foi direto para o veterinário. Ao chegar lá, descobriu que Demi já tinha ido embora. O veterinário estava explicando que Doppo ficou desidratado, e que pediu que Demi fosse buscá-lo lá dentro de alguns dias.
Quando minha esposa saiu daqui? perguntou Joseph, impaciente.
Não muito tempo atrás. Ela parecia um pouco pálida, na verdade. Perguntei se queria que eu ligasse para alguém, mas ela disse que ficaria bem...
Joseph  forçou-se a ficar calmo. Esvaziar a cabeça de tudo, exceto de encontrá-la. Finalmente a encontrou, e o alívio que o percorreu foi imenso. Um pequeno carro estava parado no acostamento da estrada, e Demi estava ajoelhada sobre o gramado ao lado da porta aberta, obviamente tendo vomitado.
Ele saltou da moto e correu para tomá-la nos braços. Demi estava fraca e tremendo, o rosto tão pálido que puro medo o assolou. Joseph pegou uma garrafa de água do veterinário, num momento de clareza, e agora a fazia beber. Ela bebeu um pouco, mas não parou de tremer.
Joseph...
Xii. Não fale. Vou levá-la para casa agora. Você está segura.
Mesmo enquanto a erguia nos braços, ele sentiu as mãos de Demi agarrando sua camisa.
O carro... é da enfermeira. Eu não acho que bati o carro, bati?
Não, querida, o carro está bem. E Doppo está bem. Joseph amaldiçoou o cachorro silenciosamente. Subiu na moto, ainda a segurando, e acomodou-a na sua frente, ordenando que ela segurasse firme.
 ------------------------------------------------------------------------------------------------------
Tá aí o capítulo, que eu acho na minha opinião fofo, pelo simples fato de que Joe está mostrando claramente que está perdidamente apaixonado e todo preocupado com ela, só acho tá,  e no próximo teremos mais revelações, até amanhã, e antes de ir quero agradecer de coração os comentários do capítulo anterior, muito obrigado mesmo pelos belos comentários.
Comentem!!! 


20 comentários:

  1. Respostas
    1. que bom que gostou, o próximo vai ser meio tenso!!!

      Excluir
  2. anwww, queee fooooffoo :33
    Posta o proximo, pleease, xo

    ResponderExcluir
  3. anw, eu acho que a Demi esta grávida *-*
    Mds q perfeito, amei, capitulo perfeito ! :))


    Beijos, :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. será??? no decorrer da história vamos descobrir pq eu não sei.

      Excluir
  4. Own que perfeito *uu*
    A Demi ta gravida né ? :33 own imagina um mini Joe ou uma mini Demi :3
    Posta logo please ;]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é imagina um baby agora séria um erro lindo, eles ainda tem muito o que resolver mas tudo pode acontecer né.

      Excluir
  5. ai que perfeito *------*
    tá muito lindo ..
    posta logo :))

    ResponderExcluir
  6. Que lindo o Joe todo preocupado com a Demi *-*
    Amei o capítulo...
    Ansiosa para o próximo capítulo.
    Desculpa não estar comentando é que nos últimos dias eu fiquei toda enrolada.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tudo bem, entendo mas é sempre bom te ver comentando aqui
      o próximo te garanto que não vai ser tão fofo, ele vai apertar a mesma tecla de sempre (Taylor).

      Excluir
  7. Eu sou simplesmente apaixonada por essa história
    Jemi <3
    Posta logo *-*
    A demi deveria ficar grávida dnv, um bebe iria ser mt bom <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vamos ver, eles estão tendo um casamento convencional pode acontecer uma gravidez ou não, eu não sei.

      Excluir
  8. Estou amando a história, e o Joe preocupado é fofo demais.

    ResponderExcluir
  9. Eu to amando essa história.
    Dona demetria ainda fugindo de dormir nos braços do joe. mais e difícil confiar... entendo ela. só depois q ele se declarar pra ela q vai se entregar.
    Q fofo ele td preocupado com ela.
    será q foi o medo q fez ela passar mal ou tem herdeiro a caminho....

    Postaaa logooo pleaseee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. medo, isso que ela tem, ele magoou muito ela quando fez aquilo em Londres, então ela apenas não quer sofrer mais.

      Excluir
  10. Oh Meu Deus. A Gatinha mansou o Tigre. Pois eu sabia que aquela toda raiva e atitude de Idiota resultaria em um Pateta apaixonada, só falta chorar na conta dela pelo sucedido, porque não diz logo que quer ela, apesar de ter se tornado num cara com sentimentos continua magoando a menina.
    E quanto aos comentários do cápitulo passado ( se é que o meu esta incluido :P) Não foi nada ao lado que tu mereces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. calma logo ele vai IMPLORAR pra ela ficar com ele, pena que só vai se dá conta tarde demais.
      e é claro que o seu comentário está incluido e muito obrigado por ter voltado a comentar.

      Excluir