domingo, 15 de dezembro de 2013

CAPÍTULO 18 E 19 MARATONA E DIVULGAÇÃO

CAPÍTULO 18
Uma fila de belos carros formava-se em frente à suntuosa casa de Robert Donnington.
- Pensei que fosse um almoço simples - Demi comentou distraidamente. Ela ficou desesperada só de pensar que seu vestido jamais poderia competir com o traje dos outros convidados que possuíam aqueles carros.
- Mas foi assim que o convite foi feito. O problema é que a filha de Robert adora uma festa – Joe reagiu, preocupado.
Por um momento, Joe estava pensando sobre a possibilidade de Theo Lovato estar utilizando todas as armas financeiras com o intuito de derrubá-lo. Theo não fazia ideia de que o casamento encorajado por ele tinha finalmente florescido. Na realidade, Joe estava fazendo um grande esforço para preservá-lo em segredo, pois pretendia manter a péssima influência de Theo longe da vida deles. Apesar disso, Joe sabia que deveria ter encurtado a lua-de-mel para retornar a Londres e se preparar para a batalha que estava por vir. Ter ficado na Itália o deixou mais exposto. Robert Donnington lhe daria respaldo. Mas o esperto banqueiro avisou Joe de que a venda de seu iate multimilionário para ajudar na compra de Oakmere Abbey estava muito atrasada, já que um dos lados tinha um amassado. Mesmo assim, ainda havia a chance de Joe voltar a Londres em tempo e manter Oakmere. Ele sabia que não poderia ser diferente, pois aquela era a realização do sonho de Demi. Assim como a lua-de-mel, ambos eram uma recompensa para os desapontamentos que ela teve no passado.
Quando Ashley Donnington veio recebê-los, Demi ficou tensa. Ela imediatamente reconheceu a anfitriã como uma das ex de Joe. O exagerado cumprimento da loura não combinava com a frieza nos olhos dela e, com a desculpa de conduzir Joe para uma ala reservada para os homens, ela conseguiu separar Joe da esposa.
Parada no grandioso terraço, Demi achou que estava desconfortavelmente quente mesmo à sombra. Ela começou a imaginar se não estaria naqueles dias, embora isso já estivesse acontecendo a algum tempo, desde que começou a sentir-se mais feminina. Fez as contas e percebeu que sua menstruação estava atrasada. Imediatamente lembrou-se de que sua última regra tinha sido excepcionalmente curta. Seria possível que as pílulas tivessem falhado e ela estivesse grávida? Não, aquilo seria uma ilusão.
Antes que pudesse refletir sobre os motivos que a estavam deixando diferente do normal, Ashey Donnington se aproximou.
- Deixe-me apresentá-la a duas pessoas que estão loucas para conhecê-la.
Os olhos de Demi se estreitaram quando ela viu umas belas pernas morenas em um vestido escandalosamente curto se aproximando. A morena estava acompanhada de uma loura com os cabelos arrepiados, usando um vestido branco que só uma mulher muito magra poderia vestir. A não ser que
estivesse muito enganada, estava prestes a conhecer outras duas ex-amantes de seu marido.
- Eu sou Jenna Marsden - a morena saudou.
- Zoe Amberley - a loura falou com um sorriso desafiador. - Você não deve saber, nós todas temos algo em comum.
- Joe - Demi não viu motivo para fingir.
- Joe Jonas é um cara extraordinário - Zoe fez a sugestiva declaração. - Quase inesquecível.
- Sim, ele certamente faz jus a sua lendária reputação – Ashley lançou um olhar vingativo para Demi.
Apesar de ter ficado corada, Demi apenas sorriu como se tivesse sangue da barata.
- Não faz?
- Quando Ashley disse que a mulher de Joe estaria aqui hoje, Zoe e eu concordamos que teríamos que conhecê-la - Jenna rapidamente declarou. Como é estar casada com o Joe?
- Maravilhoso - Demi estava tentando não se sentir intimidada com o fato de estar diante de três mulheres bem mais altas do que ela. Na verdade, era a beleza física, mais que a altura, que a intimidava.
Toda a comparação que sempre temeu agora estava diante dela ao vivo e em cores. - Mulheres com rostos perfeitos, peles maravilhosas e corpos estonteantes. Como é que Joe não percebia que sua mulher era muito menos do que o que ele merecia?
- Eu não conseguiria conviver com o lado mulherengo de Joe - Zoe declarou.
- Eu sou muito orgulhosa – Ashley afirmou. Demi demonstrou-se surpresa, porque Joe nunca, não que ela soubesse, ofereceu qualquer atenção exclusiva a suas amantes. E nem pretendia faze-lo.
- Qualquer outra mulher já teria se divorciado dele há muito tempo - Zoe desdenhou.
Demi só conseguia pensar no quanto Joe lutou para permanecer casado com ela e deu um sorriso misterioso como resposta.
Quando Joe apareceu e viu Demi cercada pelas três mulheres, ficou tenso. Não poderia ser coincidência que suas outras duas ex-amantes estivessem presentes em um compromisso social na Itália. Ele ficou indignado com o fato de Demi ter se tornado alvo de suas transgressões. Com o belo rosto bronzeado enfurecido e os músculos do corpo tensos, atravessou o terraço.
- Meninas, Zoe, Jenna - Joe cumprimentou-as com frieza e passou o braço sobre ombro de Demi na intenção de protegê-la.
- Vocês devem nos perdoar.
Desconcertada com a repentina aparição de Joe, Ashley deu um sorriso forçado.
- Nós só estávamos curiosas, Joe. Não precisa vir correndo resgatar sua mulher. O que realmente queríamos saber é o que Demi tem de tão especial.
Um sorriso cortante surgiu na boca tensa de Joe.
- Ela nunca se esquece de que é uma dama.
Jenna sentou-se ao lado de Demi, na hora do almoço.
- Eu levei muito tempo para terminar com o Joe - ela confidenciou. - Envolvi-me em um outro romance depois dele que também não deu certo.
- Você é tão amável, encontrará alguém em breve - Demi afirmou.
- Mas não alguém como Joe - a morena lamentou.
- Você deveria se concentrar no que mais lhe incomodava nele - Demi aconselhou.
A contrariedade estava estampada no rosto de Jenny.
- Ele nunca telefonava, não ia às festas, o trabalho estava sempre em primeiro lugar - relatou.
Com cara de quem não acreditava, Joe olhou para o outro lado da mesa e viu sua mulher e Jenna Marsden rindo juntas como se fossem velhas amigas. Ao olhar na direção dele, Demi percebeu que Joe a observava e estava como rosto corado. Ele a observava demoradamente e um mal-intencionado frisson calor invadiu sua pélvis. Enquanto Jenna continuava narrando sua versão sobre seu mais recente desapontamento amoroso, Demi mantinha o olhar ao ousado perfil de Joe. Ao pegá-la olhando para ele outra vez, ele lançou um olhar e um sorriso carregados de insinuações eróticas que a hipnotizaram e deixaram seu corpo em chamas. Joe conseguia unir desejo, convite e provocação em um único olhar.
Demi precisou fazer um esforço enorme para concentrar-se no que sua companheira de mesa estava contando. Envergonhada com o intumescimento de seus mamilos, ela parou de olhar na direção de Joe, mas isso era auto punição. Ela o desejava. Ele a deixou sem-vergonha. Ele a ensinou a desejar e ela não conseguia mais esconder esse desejo.
As bebidas estavam sendo servidas quando Joe apareceu a seu lado sem avisar. Sem dar-lhe a chance de perguntar o que estava acontecendo, ele retirou-a de seu lugar com serena segurança.
- Eu expliquei que o jatinho está a nossa espera e que precisamos partir agora - Joe cochichou.
Demi entendeu que algum problema no trabalho estava acontecendo e que precisariam deixar a Itália antes do previsto. Ela ficou desapontada, já que tinha adorado cada hora passada na vila. Ter Joe só para ela por tanto tempo foi um prazer. Enquanto se afastavam do terraço, ela percebeu que Ashley e Zoe olhavam para Joe tão desejosas que seria impossível disfarçar. Ela ficou chocada ao perceber aquele desejo sexual explícito. Estaria ela mais forte ou mais esperta no que dizia respeito a Joe? Ela o olhava da mesma forma? De repente, Demi temeu e ficou em dúvida. Há três semanas ela via Joe como um inimigo e

estava disposta a brigar com ele com todas as suas forças e defesas. Mas Joe triunfou sobre seus medos e inseguranças com as mais simples e sutis mudanças. Ele a levou para uma lua-de-mel gloriosa na Itália, a fez conhecer uma paixão que agora a consumia indecentemente e a presenteou com a maravilhosa sensação de receber toda sua atenção. Não era de se espantar que ela estivesse comendo na mão dele. Ela realmente pretendia deixar aquele humilhante estado de submissão amorosa continuar?

CAPÍTULO 19
Ele trouxe a Ferrari que estava em um estacionamento a alguns metros da estrada.
- Entre - pediu impaciente.
Saindo de seus devaneios mais profundos, Demi piscou os olhos:
- Desculpe-me. Alguma coisa errada?
- Errada? - Joe soltou cinto de segurança dela, puxou-a para frente e falou com forte voracidade.
- Nada de errado. Uma mulher que consegue me excitar em um local público só de olhar para mim é um presente magnífico não um problema. Eu nos tirei de lá antes que a deixasse constrangida.
Demi adorou o motivo que a arrastou da casa de Donnington: luxúria. Ela recordou o jeito como a olhou. Com os olhos arregalados de constrangimento, ficou vermelha até a raiz do cabelo.
- Quer dizer que não estamos saindo da vila correndo para fazer as malas e irmos direto para o aeroporto?
- Nós estamos correndo, mas não para o aeroporto. Mas, primeiro, deixe-me sentir um pouquinho do seu gosto.
Joe inclinou a cabeça e brincou com o atraente e carnudo lábio de Demi, beliscando e roçando levemente o dedo na pele macia. Demi gemeu ansiosa. Jogando a cabeça para trás, ela ofereceu a boca inteira e ele depositou todo seu desejo naquele corpo vibrante e em chamas com as manobras que fazia com a língua.
Com corpo forte e moreno, ele a afastou e retirou o cinto de segurança com muito menos frieza do que havia feito antes. Seus olhares se encontraram em uma colisão tempestuosa.
- Estou tão excitado que chega a doer, mas não podemos fazer amor aqui - ele observou, conduzindo o carro de volta para a estrada.
- Não estou acostumada com esse seu comportamento - ela admitiu sem fôlego e tentando não sorrir de orelha a orelha, sentindo-se realizada. Joe lhe ensinara o quanto ele poderia ser suscetível e ela era uma boa aluna. Ela sabia que um dia usaria essa lição a seu favor.
- Também não estou acostumado. Talvez isto seja provocado pela admiração. Muitas mulheres teriam feito uma cena quando confrontadas por Ashley e companhia...
Demi recuou e perguntou.
- Qual teria sido o problema?
- Você aguentou tudo com classe. Quando eu a vi conversando com Jenna, imaginei o que estariam falando - ele admitiu.
Ele manteve um silêncio de expectativa. Sorrindo por dentro, Demi não disse nada. Deixou-o imaginar o que teria sido discutido. Ela admirou o anel de diamante com nova complacência. Demi estava surpresa, há poucos minutos, estava preocupada com a situação do relacionamento deles. Lá estava ela, preparada para se aborrecer quando não tinha nada com o que se preocupar.
Quando o silêncio foi quebrado, Joe respondeu ao desafio.
- Não haverá outra mulher em minha vida agora que tenho você.
Demi sentiu-se como se um sol estivesse nascendo dentro dela. Lá estavam a promessa, o comprometimento e as palavras que ela precisava ouvir, mas que nunca pediria a ele.
- Isso é bom. Principalmente porque eu seria indelicada e implacável por não tolerar a infidelidade - ela o informou suavemente.
Joe ficou desconcertado com o aviso, ele quase riu de satisfação com a determinação dela. Era tão diferente das outras mulheres que tinha conhecido, além de não ser a rainha do drama. Ela não o temia e chegou a enfrentá-lo. Será que nunca ocorreu a Theo Lovato que sua neta fosse tão esperta quanto ele?
Na vila, Joe tirou Demi do carro e abraçou-a para beijá-la com ardor. Ela se derreteu naquela estrutura forte regozijando-se no corpo dele, enquanto passava os dedos pelos cabelos negros de Joe.
- Quero você desesperadamente - ele murmurou contra aquela boca carnuda, enquanto a levava para a cama.
Ele a virou de costas para ele e começou a desamarrar o vestido e soltar o sutiã, gemendo de satisfação quando seus seios saltaram livres diante dele. As pernas dela tremeram. Ela estava fraca, suando tremendo e tudo ao mesmo tempo. Joe acariciou os mamilos rosados e ela soltou um gemido alto. A sensação de contração na pélvis de Demi era quase insuportável.
- Joe, por favor - ela gemeu completamente indefesa diante do desejo que sentiu.
- Adoro quando sofre assim - Joe mordiscou os ombros macios dela, enquanto arrancava o vestido com tanta pressa que o tecido rasgou. Ele passou a língua pela coluna dela, acariciou os quadris e ficou de joelhos para, lentamente e de forma bem sensual retirar a calcinha dela.
- Oh...
Ela reagiu trincando os dentes quando ele passou a boca pelo ponto mais sensível de seu corpo.
Demi fechou os olhos, prazeres selvagens e sensações eróticas provocadas por aquela intimidade percorriam seu corpo como se fossem ondas.
Uma sensação quente e úmida percorreu seu corpo conforme ela se contorcia. Estava fora de controle e adorando tudo aquilo.
Ele a colocou na cama. Com os olhos cor de mel ardendo de desejo feroz, confessou.
- Não posso esperar.
- Tire a camisa...
Ele tirou a camisa com tanta violência que os botões voaram longe.
Demi colou os olhos nele imaginando se aguentaria esperar e concluiu que não. Ela abriu os braços, arqueou a coluna e levantou o quadril em um convite silencioso.
Os olhos dele resplandeciam de desejo.
- Você me provoca - ele entrou em curto-circuito, com uma agressiva energia masculina, jogando-se sobre ela impaciente e ardendo de desejo.
Ele penetrou aquela carne macia com tanta força que a fez gritar. Nada era mais selvagem do que a paixão que eles geravam naquela união ardente. A excitação dela era imensa. Ele levou-a ao ápice da paixão e um prazer insuportável invadiu-a como uma tempestade. A poderosa experiência deixou-a tonta e emocionada.
Joe levantou a cabeça úmida e lançou para o rosto avermelhado dela um olhar ardente. Com um sorriso, ele curvou-se sobre ela e beijou carinhosamente seus lábios corados.
- Você é uma mulher maravilhosa.
Ela queria contar-lhe que o amava, mas conteve as palavras antes de pronunciá-las. Mesmo sentindo-se tão feliz, teve vontade de chorar e enfiou a cabeça no ombro dele. Demi sentiu que agora Joe era dela, totalmente, absolutamente dela.
- Estava pensando se nós fizemos um bebê agora - Joe murmurou.
Demi ficou consternada. Uma enorme culpa percorreu seus pensamentos. Ela não fez nenhum esforço para contar que estava tomando precauções para não engravidar. Envergonhava-se pelo fato de o controle de sua fertilidade estar completamente em segredo e sob sua única responsabilidade. Mas isso estava acontecendo desde o princípio, quando não confiava nele e acreditava que desejava o divórcio.
Tudo mudou desde então. Ela sabia que este era o momento para falar sobre isso, mas achou que tal confissão poderia complicar as coisas e estragar os novos laços que formaram.
- Você está muito quieta - Joe apoiou-se nos cotovelos, observando-a. Seu corpo forte e bronzeado era bonito de doer. - Eu sei o quanto deseja uma criança.
Demi estava despedaçada e decepcionada.
- Sim... eu ...bem, mas...
- Eu assimilei a ideia de ter uma família muito rápido. - Joe confidenciou, um ar malicioso estava estampando no olhar dele à medida que ele deixava a mão deslizar da cintura dela para a coxa lentamente.
-Gosto de trabalhar no projeto de torná-la mãe. Eu pretendo dedicar um tempo enorme e me esforçar ao máximo para alcançar este objetivo. Alguma objeção?
- Nenhuma.
Mesmo envergonhada com sua covarde fraqueza, Demi não podia resistir àquele olhar e muito menos ao toque. Ela simplesmente pararia de tomar as pílulas e ele nunca saberia, pensou, já excitava conforme ele displicentemente encostava-se a ela.
Demi achou que a noite mal dormida era a responsável por sua falta de apetite no café-da-manhã do dia seguinte. Também sentia-se levemente enjoada. No meio da manhã, eles voltaram pata Londres.
Demi estava tão ansiosa para ver como os animais se comportaram na sua ausência que trocou de roupa durante o vôo e pediu para ser levada diretamente para o estábulo. Cinco minutos depois, a limusine estacionava na casa deles. Ao sair do carro, Joe recolheu a bagagem que Demi largou no chão. O conteúdo da valise esparramou-se pela entrada da garagem. O olhar de Joe foi atraído por uma tira metálica. Abaixando-se, ele pegou o objeto e ficou parado.

DIVULGAÇÃO:


desculpe a demora da divulgação Lααrıı

3 comentários:

  1. Omg ! Vai saber do remedio dela !!!!
    E ela ta gravida omg ! Poooosta logo e nao demore

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!!
    posta logooo

    ResponderExcluir