terça-feira, 12 de novembro de 2013

CAPÍTULO 1

- Eu não posso ir a sua festa - Joseph disse para a mulher recostada na cama, enquanto se vestia.
- Por favor... - Usando um roupão de seda, Tânia Benson levantou-se e passou seus braços ao redor do pescoço dele, usando seu corpo alto e magro como arma para persuadi-lo.
- Quero que esteja lá.
- Sem condições - Joseph lembrou-a, irritado com a insistência. O relacionamento deles não era exclusivo, passavam meses sem nenhum contato. Ele só encontrava Tânia quando estava em Paris ou Bruxelas.
Para compensar a ausência dela, tinha a companhia de uma loura em Nova York e de uma fogosa modelo russa em Londres.
Tânia ficou contrariada.
- Eu nunca lhe pedi um favor antes.
Joseph sacudiu os ombros. Ela não deveria pedir, ele era um amante muito generoso e ela sabia da situação tanto quanto ele.
- Você também não pôde ir à festa no ano passado. .
- Eu tinha um outro compromisso - ele respondeu friamente. Ele ia e vinha conforme fosse conveniente, sem nenhuma explicação ou desculpa. Este era o acordo, e ele não desejava nada além disso. Certamente, não pretendia desempenhar o papel de companheiro e ser exibido como um troféu em uma festa de celebridades.
Furiosa com a rejeição, Tânia fitou-o com raiva:
- Eu sei qual é o compromisso, também...
Os olhos cor de mel de Joseph estavam semi-cerrados. Suas feições rígidas e enérgicas subitamente se desfizeram em uma aparente tranquilidade.
- A limusine estará esperando.
- É o aniversário dela, não é? Da sua mulher?
O olhar brilhante dele manteve-se frio e reservado.
Ele dirigiu-se para a porta.
- Tenho que ir.
- Eu vi uma foto dela na revista. Estava calçando umas botas cowboy, jeans e segurava um coelho... Como pode preferi-la?
O insulto deixou a pele bronzeada de Joseph pálida. Ele permaneceu apenas o tempo suficiente para esclarecer que a ligação entre eles estava chegando ao fim. Seu olhar indiferente tornou-se agitado e ele encaminhou-se para a luxuosa limusine. Como Tânia poderia desdenhar dela? Ele nunca falou sobre a Pudim com ninguém, nem com a própria família. Mas a situação de seu casamento suscitou uma boa curiosidade.
Afinal de contas, estava casado há quase oito anos e viveu. a maior parte desse tempo longe de sua mulher. De forma surpreendente, o tempo contribuiu pouco para apagar as lembranças desastrosas do casamento deles. Quando ele se lembrava de seu próprio comportamento naquele dia, uma sensação de culpa e insegurança completamente estranha a sua vigorosa natureza ainda o tomava de assalto. Ele raramente se permitia pensar nisso. Teve que aceitar a recusa de Pudim em discutir o que havia acontecido naquela noite.
O sofrimento dela o deixou-o mudo como jamais tinha ficado anteriormente. Enquanto ela relutava em aceitar suas desculpas e explicações, ele, por sua vez, era muito orgulhoso para admitir que não se lembrava de praticamente nada do que acontecera na noite do casamento. Provavelmente, temia sobre o que havia dito ou feito durante o evento. Será que estava deprimido a ponto de despejar sobre ela na cama o seu exasperado senso de injustiça? Teria sido bruto? Todas aquelas apreensões masculinas ainda rondavam os pensamentos de Joseph nos momentos de depressão e lançavam sobre ele uma sensação de mau pressentimento. Ele conhecia muito bem seus defeitos e sabia que tinha um temperamento difícil. Joseph era firme em seus posicionamentos e nos últimos anos era considerado uma pessoa fria, insensível e cruel. Com Theo Lovato, ele tinha que assumir essa postura em várias situações. Se ele não tivesse sido forte e cruel, ainda dependeria da boa vontade do velho. Em vez disso, ele pagou todas as dívidas acumuladas com Theo, deixou sua família segura e recuperou a independência. Só então escolheu o melhor momento para deixar a Lovato International com a aprovação de Theo.

Na verdade, eram poucas as pessoas no mundo com quem Joseph se preocupava. Ao desejar fazer o máximo por essas poucas pessoas, ele permanecia totalmente indiferente aos problemas de qualquer outra. Contudo, com relação a Demi, ele fazia um grande esforço para ser mais suave, mais gentil e bondoso do que normalmente era. O temperamento dela era o oposto do dele, não era agressiva nem esperta. Altruísta, gentil e infinitamente simpática, ela era formada em enfermagem veterinária e agora dedicava todo seu tempo livre às necessidades dos animais do abrigo que administrava. Nos bastidores, Joseph tentava protegê-la daqueles que tiravam vantagens de sua natureza bondosa. Claro que ele se preocupava com ela, Demi era sua mulher. Provavelmente, em breve chegaria a hora de ele pôr um fim às vidas separadas que levavam e acalmar-se como um homem casado. 
____________________________________
Parece que Joe tem tudo sobre controle, certo? errado, nem tudo na vida sai como planejado a "pudim" cresceu, esperem pra ver.
Agora Iza querida não consigo entrar em seu blog, se não for pedir muito manda teu link e faço uma divulgação aqui da nova história :)  

35 comentários:

  1. Oiiiiiie ta lindo o capitulo Fê, perfeitoooo, uuiii a Demi cresceu kk ai o link do blog http://jemiumapropostaousada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei
    Qual é o nome da história mesmo?

    ResponderExcluir
  3. nooooossa ta muuuita lindo :D
    aameei , posta logo ;
    bjs '

    ResponderExcluir
  4. Vc bem que podia postar mais um hoje, a " Pudim" cresceu, estou doida para ler essa nova fase da demi, tô vendo que o joe vai ficar transtornado quando ver que a demi mudou. Adorei o começo da historia imagina mais pra frente. Posta mais um hoje por favor

    ResponderExcluir
  5. Posta mais hoje???
    Eu to amando a história!

    ResponderExcluir
  6. posta logo!!
    A demi cresceu!!! quero ver!!
    to amando essa fic. ta perfeita

    ResponderExcluir
  7. posta logo; posta logo

    ResponderExcluir
  8. A Demi cresceuuu!!
    aaah posta logo mlr

    ResponderExcluir
  9. perfeito
    vai postar ainda hoje?

    ResponderExcluir
  10. " A Pudim cresceu" serio estou surtando com isso espero ansiosamente para o proximo, amo histórias desse tipo.. Obrigado por divulgar o blog da minha amiga :)

    ResponderExcluir
  11. To apaixonada por essa fic kk sz
    posta maiss
    bjos

    ResponderExcluir
  12. A pudim cresceu! Ai meu deus ja to amando a fic pooooosta

    ResponderExcluir
  13. oi...Quero ver agora a pudim crescida kkk
    posta logo

    ResponderExcluir
  14. OMG *-*
    Esse capitulo ja chegou sambando na cara Dazinimiga hehehe
    "A pudim cresceu" Mano NÃO ME TOQUEM EU NÃO TO BEM SOCORRO
    Preciso de mais capitulos quero maratona tipo AGORAAAAA
    Posta logoooo
    Beijos!!!

    ResponderExcluir