domingo, 25 de agosto de 2013

CAPÍTULO 11

Foi apenas um comentário brincalhão, mas quando os olha­res de ambos se encontraram, Demi sentiu algo diferente, pro­fundo... Uma sensação que ela imediatamente descartou.
Cinco minutos depois eles foram interrompidos pelo toque do telefone. Era o advogado novamente, dessa vez para dizer que Ron Johnson estava disposto a prosseguir com as negociações.
—Felizmente, parece que Ron prefere ler o caderno de econo­mia do que a seção de fofocas do jornal! — exclamou Joseph, triunfante, depois de desligar. — A história do noivado deu resultado.
— Você não tem vergonha, Joseph Jonas! — Demi balançou a cabeça. — Mentindo sem dó para o pobre homem...
— É uma mentira branca. E não tenha pena, porque ele está longe de ser pobre. E ainda vai ganhar um belo dinheiro com essa venda.
— Por isso mesmo... Ele já é milionário, talvez o dinheiro não seja prioridade para ele.
— Não importa quão rico ele seja dinheiro é sempre uma prioridade — declarou Joseph. — E além do mais, você nunca ouviu aquele velho ditado? No amor e nos negócios, vale tudo — acres­centou com um sorriso.
— Pensei que fosse no amor e na guerra — corrigiu Demi.
— Nos negócios também — disse Joseph zombeteiro.
—Não sei, não... Eu acho isso perigoso — advertiu ela. — Se Ron descobrir que você inventou esta história de noivado, vai ficar mal para você.
— E um risco que eu tenho de correr. — Ele a puxou para si com um gesto brincalhão de possessividade. — Que tal agora nós fazermos algo realmente perigoso, hum? Estou com vontade de comemorar...
Uma batidinha na janela do carro interrompeu as lembraças de Demi, e ela se virou. Ashley Greene tinha parado na vaga ao lado e havia descido do carro.
— Oh, olá, Ashley. — Demi pegou a pasta, apressada, e saiu do carro.
— Parecia que você estava à milhas de distância — comen­tou Ashley, bem-humorada, enquanto as duas se encaminhavam para os elevadores.
— Eu estava pensando no que tenho de fazer hoje — explicou Demi. — Tenho uma pilha de contratos para examinar.
— Conte-me!
Ashley afastou uma mecha dos cabelos para trás das costas, quando elas entraram no elevador. Ela estava usando um vestido preto básico, que lhe caía muito bem. Parecia mais uma modelo do que uma contadora refletiu Demi, com uma sensa­ção de desânimo.
— Eu estou cuidando da contabilidade do escritório de Nova York — acrescentou Ashley. — Tive de ir para lá três vezes na semana passada. Foi uma correria.
— Que cansativo — comentou Demi.
— Nem me fale! — Ashley pressionou o botão do último andar. — A única coisa que me mantém motivada é Joseph. Ele é tão lindo, não é?
Ela se encostou à parede do elevador e suspirou, com ar sonhador.
— Ele é sim — concordou Demi, apertando o botão do seu andar.
— Mas aquilo é duro de deixar laçar... Eu conheço várias mulheres que tentaram e não conseguiram. Por outro lado, isso torna o desafio mais interessante, não acha?
— Eu imagino que sim.
Demi refletiu por um momento se ela vira Joseph como um desafio. Achava que não. Ela o vira como um homem atraente, charmoso e boa companhia. A princípio lhe parecera ideal ter um caso com ele, um relacionamento sem compromisso, tão di­ferente do que havia sido seu casamento. Na verdade, depois que se divorciara, a última coisa que ela queria era se apaixonar outra vez. Mas em algum ponto seu sentimento fugira ao con­trole, e ela começara a se sentir insegura. A vida seria tão mais fácil se ela conseguisse encarar o relacionamento com Joseph da mesma forma como ele encarava...
— Bem, eu acho que ele está quase me convidando para jantar — continuou Ashley, em tom de conspiração. — E eu estou pronta para dar o empurrãozinho final para que isso aconteça.
Sem saber como, Demi conseguiu sorrir. Ela estava acostumada a ver as mulheres assediando Joseph. E não era da sua conta com quem ele decidia sair. Mas mesmo sabendo disso, ela não conseguia se livrar de um sentimento de perda.
Ela suspirou. Pelo menos, ninguém sabia a respeito do affair deles dois, ela se consolou. A situação seria muito pior se ela ainda por cima fosse alvo de comentários no escritório.
— Eu estou atolada nesse negócio da RJ. Records.
—Eu soube que está havendo alguns problemas, que Ron Johnson não assinou o contrato.
— É, mas acho que ele vai assinar — disse Demi, confiante, em­bora, no fundo, tivesse suas dúvidas. Mas enquanto houvesse um fio de esperança, ela iria batalhar até o fim. — Nós vamos conseguir —afirmou com determinação. — É somente uma questão de tempo. —As portas do elevador se abriram no andar de Demi.
— Até mais tarde, Ashley.

 _________________________________________________________
Explicado? era apenas lembranças kkkk até eu me confundi (sqñ) bom desculpa por deixar vocês esperando é que hoje meus planos era passar o dia em casa com meu amorzão e meu amorzinho kkkk só que eu acho que perdi meu sapato que mais gosto que uso para trabalhar e tive que ir comprar outro igual só por questão de conforto e como andamos com uma criança é impossível ir ao shopping e não demorar quando se tem que passar no playgraund, mais ta aí o capítulo amanhã posto mais 2 se esse tiver muitos comentários, já que eu vou faltar aula, porque tenho dentista marcado para as 19:00, morro de medo mais tenho que fazer manutenção do aparelho dentário :( e quando voltar posto pra vocês  que tal, bom quanto as duvidas sobre Demi, não tenho nada a declarar vamos sofrer um pouquinho pra descobrir.      

11 comentários:

  1. VOU AGUARDAR ANSIOSA

    ResponderExcluir
  2. OBAAAAAAAAAA !!!! 2 AMANHÃ

    ResponderExcluir
  3. vai posta logo por favor

    ResponderExcluir
  4. amei to adorando muito essa fic

    ResponderExcluir
  5. estou adorando a estória posta logo, pena da demi mas o Joe ta sentindo algo por ela isso é bom..
    viu q ela n foi pro vma pq ta na disney com o ninfomaniaco?! que raiva..
    bjo Ane

    ResponderExcluir
  6. aaai o chato eh que sempre da vontade de ler mais, a curiosidade me consome! rsrsrsrsrs
    poxa posta loguinho :D to adorando!!

    ResponderExcluir
  7. Essa fic é ótima.Eu preciso de maissss cap.

    Pleaseee Postaaa logooo

    ResponderExcluir
  8. acho melhor voce postar dia sim dia não,assim quando não der pra voce postar a gente ja sabe que nao deu.

    ResponderExcluir
  9. divulga?
    http://fanmadehistorias.blogspot.com.br/
    é muito bom ta no começa ainda,vejam esse blog e comentem bastante.

    ResponderExcluir